Casal é preso circulando nu durante lua de mel e polícia descobre ligação com estupro

0
7

Um casal da Geórgia, nos Estados Unidos, que passava lua de mel na Flórida, foi preso na última segunda dia 10, acusado de nudez pública e roubo.

 

Porém, os investigadores descobriram que Rashada Horsley, de 32 anos, e seu marido, Timothy Lowe, de 37 anos, também estavam envolvidos em um caso de sequestro e estupro que havia acontecido no dia anterior.

 

Segundo informações da CBS Miami, eles foram presos inicialmente por roubar dois refrigerantes em uma loja de conveniência e por caminharem nus em uma loja de roupas. Os recém-casados foram acusados de exposição indecente e ainda receberam uma multa. Entretanto, as investigações levaram os policiais a associarem a dupla à outra ocorrência, bem mais grave.

 

Ainda de acordo com a TV, a denúncia feita pela vítima, uma mulher de 27 anos, e os dados coletados no local do crime, como a utilização de um documento de habilitação da Geórgia, pertencente à Rashada, foram vitais para a confirmação da participação no outro caso.

 

O sequestro ocorreu em um supermercado da cidade, logo após a vítima fazer compras. Quando estava deixando o estacionamento, foi abordada por Rashada, que bateu em sua cabeça, deixando-a inconsciente. No relato feito a polícia, ela contou que, quando acordou, o parceiro de Rashada, Timothy, já estava dentro do carro e que foi atacada novamente. Depois de ser agredida, foi jogada no banco de trás.

 

Do estacionamento, eles dirigiram para um motel próximo, onde o cartão de crédito da vítima foi usado para alugar um quarto. Após isso, a mulher acabou sendo violentada pela dupla, até que conseguiu fugir, em um momento de desatenção dos captores, e procurou a polícia.

 

Agora, com a confirmação da participação do casal no episódio, eles serão julgados também por sequestro, roubo de carro, furto qualificado e abuso sexual, além das punições pelos outros crimes. (Com UOL)