O século XXI é maravilhoso e nos trouxe muitas coisas legais. Tudo bem que nos anos 80 achávamos que íamos ter carros voadores e hoje nós temos gente tomando banho de Nutella. poderia ser pior? Sempre pode e ficou pior. Agora, trem um desafio imbecil, idiota e retardado, consistindo em jogar água fervendo nos amiguinhos for the lulz. Qualquer um que tenha um mínimo de bom senso sabe no que isso vai dar e deu no que deu. Há um crescente número de vítimas desta brincadeira imbecil, que não afeta só adultos (eles que se danem), mas até crianças!

Jamoneisha Merritt tem 11 anos e mora em Nova York. Ela foi a uma festa tipo sleepover, isto é, passar a noite na casa de um amiguinho, com toda segurança, já que tem anuência de ambos os pais (não, pervertidos. Não tem safadeza… pelo menos não do tipo que você está pensando!). O problema é que o amiguinho engraçadalho resolveu fazer esta pegadinha imbecil e, às cinco da manhã, atirou água fervente em Jamoneisha enquanto ela dormia. A menina foi levada às pressas para o Hospital.

Há dois meses, o menino Wesley Smith, de apenas dez anos e morador da Carolina do Norte, também foi queimado quando ele e seu irmão fizeram este desafio. Qual o sentido deste desafio? Sei lá. Os pais admitiram que estavam sem supervisão, e criança sem supervisão é garantia de dar merda.  Entretanto, muitos adultos babacas aprontam isso com outras pessoas. Qual o sentido disso, cacete?

Piora? Piora! Ki’ari Pope, de OITO ANOS, moradora da Flórida, aceitou outro tipo deste desafio. Tomar banho com água fervendo? Não, BEBER ÁGUA FUCKING FERVENDO! A menina faleceu em decorrência das queimaduras e eu me pergunto PUTA MERDA, COMO NÃO TINHA NINGUÉM OLHANDO?

Toda criança faz merda. Todas, sem exceção. Eu e meu irmão fomos brincar de pirata (ideia dele e o babaca aqui achou que realmente seria legal). Ele me colocou para “andar na prancha” (uma mureta baixa e estreita), com as mãos amarradas nas costas e vendado (andar na prancha, né?). Obviamente, aconteceu o óbvio: O manezão aqui (eu tinha uns 7 anos. Não lembro ao certo) pisou em falso e caiu de cara no chão, abrindo o queixo. Minha mãe chegou, olhou pra mim, meteu a mão na cara do meu irmão e me levou pro farmacêutico que disse “Nah, coisa de moleque. Não precisa ponto. Passa isto aqui para limpar e tá tudo bem.”

Ganhei uma bala, o que acabou não sendo tão ruim assim. Se fosse hoje a geração leite-com-pêra iria querer intervenção cirúrgica, 3 dias de internação e outras bobagens. Outra coisa: aprendi que andar vendado por lugares estreitos não era uma boa ideia. Aprendi também que dar ouvidos ao meu irão era idiotice.

Na semana seguinte ele me trancou no guarda-roupas.

Desafio Idiota da Vez: Jogar água fervendo nos amiguinhos

Criança faz merda e é difícil você ficar 24 horas vigiando, mas eu queria saber como pega uma panela, enche de água, coloca no fogão para esquentar, pega a panela fervendo e ninguém fica sabendo nem ouve os barulhos, já que crianças são muita coisa, mas serem silenciosas não é muito o forte delas.

A tecnologia não pode ser desinventada. Eu acho que dar um smartphone a uma criança de 10 deveria vir acompanhado de um contrato de um bom plano de saúde. Eu acho que é algo idiota, mas sou consciente que é perda de tempo, pois ela verá estas bobagens no computador da sala, no colégio ou outro amiguinho, cujo pai não viu nada demais enchê-lo de celular, tablet etc, irá mostrar e fazer o desafio.

O ideal seria os pais alertarem os filhos e demonstrarem preocupação pelo que ele anda vendo pela Internet. Criança sem nenhuma supervisão é garantia de altos custos com medicamentos, hospitais ou caixõezinhos brancos.

Evil Darwin está só de olho em vocês.

Desafio Idiota da Vez: Jogar água fervendo nos amiguinhos