França elege número recorde de mulheres para o Parlamento

0
39

A França elegeu uma quantidade recorde de mulheres para o Parlamento, de acordo com os resultados oficiais divulgados nesta segunda-feira. Nesta eleição legislativa, o vitorioso partido do presidente Emmanuel Macron, A República em Marcha (LRM), apresentou uma lista de candidatos equilibrada em termos de gênero.

Dos 577 novos deputados eleitos, 223 são mulheres, superando o recorde anterior de 155 estabelecido no pleito passado.

Com isso, a França saltou da posição 64 para a 17 no ranking mundial de representação feminina parlamentar e para o 6º lugar na Europa, superando o Reino Unido e a Alemanha, de acordo com dados da União Interparlamentar compilados no início de junho.

Com 308 representantes eleitos, A República em Marcha tem a maior proporção de mulheres, com 47%.

“Pela primeira vez sob a Quinta República (pós-guerra), a Assembleia Nacional será profundamente renovada — mais diversa, mais jovem”, disse a presidente em exercício do partido, Catherine Barbaroux. “Mas acima de tudo, me permita desfrutar, porque esse é um evento histórico para a representação das mulheres na Assembleia Nacional”.

Agressão

Na quinta-feira, a candidata a deputada Nathalie Kosciusko-Morizet foi agredida por um homem enquanto fazia campanha nas ruas de Paris. A ex-ministra francesa da Ecologia perdeu a consciência durante vários minutos após o ataque.

Kosciusko-Morizet distribuía panfletos no 5º distrito da capital francesa quando um homem de cerca de 50 anos se aproximou, arrancou os panfletos e os jogou violentamente no rosto da ex-ministra. A candidata caiu e perdeu a consciência. Depois de ser atendida por paramédicos, ela foi levada para o hospital.

(Com Reuters)


Arquivado em:Mundo França elege número recorde de mulheres para o Parlamento