Hoje (16), teve jogo na Arena em Porto Alegre, com Grêmio e Ponte Preta, e o goleiro Aranha fez uma declaração na entrevista ao final do jogo, relembrando episódio racista que ocorreu em 2014.

Em 2014, uma torcedora xingou o goleiro Aranha e foi flagrada por câmeras de TV, e viu o mundo desmoronar nos meses seguintes: perdeu o emprego, teve a casa incendiada, foi hostilizada nas redes sociais, e foi indiciada por injúria racial juntamente com outros seis torcedores.

Leia também:

Vídeo “Cepo de Madeira” é deletado do YouTube por denúncia de sexo explícito

Goleiro Aranha relembra episódio racista

Então, o goleiro Aranha parece que não perdoou a torcida do Grêmio até hoje. Logo após a vitória do Grêmio por 3 x 1 sobre a Ponte Preta, o goleiro reclamou do tratamento recebido pela torcida.

“Quando eu volto aqui, procuro não olhar para a arquibancada. Cada vez que eu olho, vejo ódio na cara das pessoas. Eles têm a certeza de que eu estou errado. É triste em um clube do tamanho do Grêmio, ainda há pessoas que vêm aqui atrapalhar, deixar feio o espetáculo.”

“Tenho que vir, me preocupar em jogar futebol, não tenho que revidar provocação. Na Região Sul do pais é assim, já aconteceu em vários estádios. A falta de respeito, a falta de educação está geral.”

No Twitter, os internautas não perdoaram o goleiro Aranha por ter generalizado.

Confira alguns dos tweets sobre o goleiro Aranha:

Via: Clic RBS

O post Goleiro Aranha relembra episódio racista e internautas criticam no Twitter apareceu primeiro em Optclean.