Guia do Mundial Sub-20 2017

0
25




Está começando neste Sábado a edição XXI do Mundial sub-20 da FIFA. A competição seá disputada de 20 de maio à 11 de junho, com a participacção de 24 seleções nacionais, que duelarão em seis estádios da Coréia do Sul, localizados nas cidades de Suwon (onde se jogará a final), Incheon, Cheonan, Daejeon, Jeonju e Jeju.

Finalistas da última edição, Sérvia e Brasil estarão ausentes, assim como a tradicional seleção espanhola. Contudo, a maioria das outras seleções tradicionais, como Argentina, Uruguai, Itália, Alemanha e França, e até mesmo figuras comuns em torneios da FIFA, como EUA, México, Japão e Coréia do Sul estarão presentes, o que já dá o merecimento de atenção.

A Argentina, com seis títulos, é a maior campeã da competição, com seis títulos, seguida pelo Brasil, que tem cinco. Portugal já conquistou a competção duas vezes, assim como a Sérvia, que levantou uma de suas taças como parte da Iugoslávia. Vanuatu e Vietnã são as seleções que estréiam na competição em 2017.

Nomes de peso já ganharam a Bola e a chuteira de ouro da competição, como Javier Saviola (2001), Lionel Messi (2005) e Kun Aguero (2007), enquanto outros receberão apenas a Bola dourada, como  Diego Maradona (1979), Paul Pogba (2013) e Adama Traoré (2015). Atual treinador da seleção portuguesa Sub-20, Emílio Peixe foi eleito o melhor jogador da competição em 1991.


 Vamos ao Guia!


Os grupos

A: Coreia do Sul, Guiné, Argentina e Inglaterra
B: Venezuela, Alemanha, Vanuatu e México
C: Zâmbia, Portugal, Irã e Costa Rica
D: África do Sul, Japão, Itália e Uruguai
E: França, Honduras, Vietnã e Nova Zelândia
F: Equador, EUA, Arábia Saudita e Senegal

Confira aqui a tabela completa

Leia aqui o Media Guide elaborado pela Federação Portuguesa de Futebol.



Grupo A


Coréia do Sul


A Coréia do Sul volta a disputar um Mundial Sub-20, depois de ficar ausente na edição passada. Desta vez, a má campanha no asiático não foi problema, pois a vaga estava assegurada como país sede. A melhor campanha Sul-coreana em mundiais foi um quarto lugar, na edição disputada no México em 1983.

Para conquistar a competição em casa, a aposta é no meia-atacante Lee Seung-Woo. Conhecido como o “Messi coreano”, ele faz parte da categoria de base do Barcelona, e é a principal promessa asiática da atualidade. Meia-atacante, tem muita velocidade e habilidade. Outro jogador do elenco sul-coreano que pertence ao Barcelona é o volante Paik Seung-Ho.


Guiné


El elenco africano vuelve a un Mundial desde que clasificó hace 38 anos após a sua participação no Japão em 1979, após ficar com a terceira colocação do último africano Sub-20, perdendo para Senegal nas semifinais, e derrotando a África do Sul na disputa do bronze.

A base do time é a mesma que disputou o Mundial Sub-17 em 2015, com destaque para o habilidoso armador Sylla Morlaye, do Arouca, de Portugal.


Argentina


A Argentina sofreu muito para se classificar para o seu 15ª Mundial Sub-20, competição que já conquistou seis vezes, sendo a última em 2007, há dez anos, quando contava com Sergio Romero, Federico Fazio, Gabriel Mercado, Éver Banega, Ángel Di María e Sergio Agüero em seu elenco.

Há várias promessas do futebol local neste time que vai à Coréia do Sul, com destaques para o goleiro Franco Petroli, do River, o zagueiro Juan Foyth e o volante Santiago Ascacibar (ambos do Estudiantes de la Plata), e o rápido e ágil atacante Lautaro Martínez, do Racing, e o goleador Marcelo Torres, do Boca.


Inglaterra

Indo para sua nona participação no Mundial Sub-20, a Inglaterra aposta em bons nomes para tentar conseguir uma boa campanha. O artilheiro Tammy Abraham, do Bristol City, é o mais conhecido. Contudo, há outros nomes muito promissores, como Dominic Solanke, grande promessa do Chelsea, o veloz Ademola Lookman, do Everton, o habilidoso extremo Sheyi Ojo, do Liverpool, e os meias Maitland-Niles, do Arsenal, e Onomah, do Tottenham, além do zagueiro Tomori, do Chelsea.


Grupo B


Alemanha


A Alemanha é sempre muito forte, em qualquer categoria. O time do técnico Guido Streichsbier vai à Coréia bastante desfalcado, mas tentando surpreender. O grande destaque é o centroavante do Schalke 04 Fabian Reese, que está emprestado ao Karlsruher.

Ainda dá para destacar no elenco Jannes-Kilian Horn (Wolfsburg), Maximilian Mittelstädtel (Hertha Berlim), e o meia Suat Serdat (Mainz 05).


Venezuela

A Venezuela apelou para este Mundial Sub-20, e foi com o que tem de melhor. A “La Vinotinto” sub-20 vai para o seu segundo Mundial da categoria (havia participado em 2009, no Egito). Adalberto Peñaranda é hoje o grande jogador venezuelano. O atleta do Málaga dse destaca pela habilidade e pela velocidade, além da alta capacidade de drible. Terá ao seu lado, no ataque, outro jogador do futebol espanhol, Ronaldo Peña, que atua no Las Palmas, e será a referência na  área.

No meio, Yangel Herrera e Yeferson Soteldo, que também jogam no exterior (o primeiro é jogador do do grupo City, o outro do Huachipato), serão os responsáveis por iniciar a armação de jogadas.  Destaque também para o meia Christian Makoun, que se destacou no Sul-americano Sub-17. O técnico da equipe é o ex-goleiro Dudamel, que tanto se destacou com a camisa da seleção principal. No gol da equipe, Wuilker Faríñez, do Caracas, foi o seu escolhido.

Vanuatu

Estreando em Mundiais Sub-20, Vanuatu perdeu a final do torneio da Oceania para a Nova Zelândia por 5 a 0, mas se classificou como vice-campeã.

O destaque individual é o meia-atacante Bong Kalo, jogador do Tefea, que é principal armador, artilheiro e capitão do time, já integrando também a seleção principal.


México

O México do técnico Marco Antonio Ruiz tenta repetir no Sub-20, o recente sucesso dos Mundiais Sub-17. Esta será a 15º participação mexicana na competição. O atacante Ronaldo Cisneros, artilheiro do último torneio Sub-20 da CONCACAF, já defende a equipe principal do Santo Laguna, assim como o meia Uriel Antuna, sendo as duas principais apostas do futebol azteca. Ainda se destacam muito no setor ofensivo da equipe Eduardo Aguirre, e Paolo Irizar, do Queretaro.

Na zaga, um dos destaque é o defensor central César Montes, que joga com regularidade no Monterrey, assim como Joaquín Esquivel, do Pachuca, e Edson Álvarez, do América. Diego Cortes deve ser o lateral-direito.

Já no meio, Kevin Magaña, do Chivas, Kevin Lara, do Santos, e o habilidoso Pablo López formam um setor muito dinâmico, e de grande capacidade técnica.


Grupo C


Portugal


Portugal chega na Coréia do Sul como a principal favorita ao título, ao lado da França. Mesmo sem nomes badalados da categoria, como Renato Sanches e Ruben Neves, o meio-campo do 4-3-3 conta com muita criatividade. A dupla de pivotes é formada Pedro Rodrigues e Gedson Fernandes, do Benfica, com Xadas, principal armador, completando o setor.

No ataque, os extremos José Gomes e Diogo Gonçalves tem muita habilidade, em uma equipe que usa o que tem de melhor das fortes canteira de Benfica, Sporting e Porto.


Irã


O Irã vai para a sua terceira participação no Mundial de Sub-20, nunca tendo passado da fase de grupos. O destaque do selecionado iraniano é Reza Shekari, do Rostov.


Zâmbia


Depois de dez anos, a Zâmbia volta ao Mundial Sub-20, e como campeã africana. A principal estrela da equipe é o atacante Patson Daka, um dos destaques do Red Bull Salzburg campeão da UEFA Youth League, tendo um ótimo entendimento com Edward Chilufy. O goleiro Mangani Banda também se destaca muito, pelos reflexos.



Costa Rica


Ausente das duas últimas edições, a Costa Rica vai para a sua nona participação no Mundial Sub-20. No Egito, em 2009. o time alcançou um histórico quarto lugar.



PS: Matérias dos grupos D, E e F foram escritas pelo especialista uruguaio Gustavo Blanco, exceção feita ao preview da França, da Itália, de Honduras e da Nova Zelândia.


Grupo D



África do Sul


Os jovens "Bafana Bafana" vão para a disputa de seu terceiro Mundial Sub-20, após terminar em quarto lugar no africano da categoria.


Japão


O Japão se sagrou campeão asiático pela primeira vez ao vencer por 5 a 3  a Arábia Saudita nos pênaltis, depois de empatar sem gols no tempo regulamentar da final. E esta geração japonesa é considerada bem promissora em território nipônico.


Itália


A Itália classificou-se para o Mundial Sub-20 2017 após o vice-campeonato europeu da categoria. É a sexta vez que os italianos disputam o torneio, a primeira desde a edição do Egito, em 2009.

Os destaques italianos são o volante Manuel Locatelli, o atacante Ascoli, o competente Andrea Favilli, e o goleiro Alex Meret, da SPAL Ferrara, já convocado para a seleção principal.


Uruguai


Campeão pela oitava vez do sul-americano Sub-20, o Uruguai disputará o Mundial Sub-20 pela 14º vez. O principal destaque da equié é o meio-campista, Rodrigo Betancourt, do Boca Juniors. Ainda podemos destacar o artilheiro Facundo e o capitão Weller.



Grupo E



França



A França conquistou o Europeu Sub-19 em 2016, com um time repleto de estrelas da categoria, como o jogador do Paris Saint Germain, Jean-Kévin Augustin, e o artilheiro do Monaco Kylian Mbappé. Contudo, para este mundial, o selecionado gaulês estará um pouco edesfalcadodo, o que não quer dizer que a equipe será fraca.

Este será o sexto Mundial do selecionado gaulês, que em 2013 ficou com o título, tendo ficado ausenet da edição de 2015.



Honduras


Honduras jogará o Mundial Sub-20 após conquistar o vice-campeonato do torneio Sub-20 da CONCACAF. A maioria dos jogadores atuam em equipe principais do campeonato hondurenho, em especial do Olimpia, o que resulta em um grande número de jogadores experientes.


Nova Zelândia

A Nova Zelândia vai participar da sua quinta Copa do Mundo Sub-20, após se sagrar campeã da Oceania, batendo na final Vanuatu, por 5 a 0. Treinados pelo Inglês Darren Bazeley, os Whites têm como seu principal jogador o atacante Myer Bevan, do Auckland City, que foi o artilheiro da equipe no torneio continental com cinco gols, brilhando ao lado do meia-atacante Moses Dyer.


Vietnã

Outro país estreante deste Mundial, o Vietnã classificou-se com o quarto lugar no Campeonato Asiático Sub-19 do ano passado.


Grupo F


Equador

O Equador vai para o seu terceiro Mundial da categoria, após ser vice-campeão do Sulamericano, que foi anfitrião, em sua melhor campanha de sempre na competição.

Os comandados de Javier Rodríguez apostam em Pervis Estupiñán, jogador do Granada, e no meio-campista Bryan Cabezas, vice-campeão da Copa Libertadores em 2016 com o Independiente del Valle, que hoje defende a Atalanta.

Estados Unidos


Campeã do torneio Sub-20 da CONCACAF, os EUA vão participar pela 14ª vez do Mundial Sub-20.

A slidez defensiva é o principal destaque da equipe, que tem como goleiro Jonathan Klinsmann,  filho do alemão Jurgen Klinssman.


Arábia Saudita

Após perder a final do asiático nos pênaltis para o Japão, a Arábia Saudita aposta no artilheiro Abdulrahman Al Yamiy para tentar ir bem em seu 6° mundial da categoria.

Senegal


Novamente particopando de um Mundial Sub-20, Senegal tenta ser a grande sensação da competição.


Todos os Campeões do Mundial Sub-20:


1977: União Soviética
1979: Argentina
1981: Alemanha
1983: Brasil
1985: Brasil
1987: Jugoslávia
1989: Portugal
1991: Portugal
1993: Brasil
1995: Argentina
1997: Argentina
1999: Espanha
2001: Argentina
2003: Brasil
2005: Argentina
2007: Argentina
2009: Gana
2011: Brasil
2013: França
2015: Sérvia