Hospital Unimed Recife III se torna mais conectado aos pacientes graças a Qualcomm

0
23

O Hospital Unimed Recife III recebeu o grau sete, que é a mais alta certificação do Electronic Medical Record Adoption Model (EMRAM) da HIMSS Analytics, essa semana durante o Hospitalar, Feira Internacional de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Hospitais, Laboratórios, Farmácias, Clínicas e Consultório.

O processo de certificação EMRAM busca guiar prestadores de serviços de saúde no processo de digitalização de relatórios médicos, incentivando hospitais a usar tecnologia para melhorar seus serviços. O Hospital Unimed Recife III é a primeira instituição no Brasil e na América Latina a receber esta certificação, sendo que apenas existem 260 hospitais no mundo que chegaram ao grau sete. Segundo a empresa, a solução Capsule da Qualcomm Life foi fundamental para esse feito.

A Capsule permite a captura de dados quase em tempo real de equipamentos médicos em diversas áreas do hospital, que são integradas diretamente a um sistema EMR local da MV Sistema para melhorar o fluxo de trabalho clínico e a eficiência operacional.

“Estamos muito animados em expandir nossa marca global para a América Latina com uma instituição de primeira linha como o Hospital Unimed Recife III”, disse Rick Valencia, presidente da Qualcomm Life. “À medida em que os hospitais da região se preparam para a digitalização de dados, estamos unicamente posicionados para fornecer a plataforma médica que conectará os serviços de cuidados com a saúde no hospital, na residência e em todos os pontos entre estes dois locais”, completa.

“A frequência e fluxo de informações sobre sinais vitais de pacientes em salas de cirurgia e UTIs são especialmente altos, então uma captura de dados integrada e confiável é de importância crucial”, disse George Trigueiro Filho, diretor administrativo do Hospital Unimed Recife III.

“O ecossistema aberto da Qualcomm Life conta com 800 interfaces de dispositivos e liderança em conectividade, o que o torna uma escolha óbvia para nos ajudar a integrar equipamentos médicos e dados clínicos em nosso sistema, melhorando o atendimento ao paciente e reduzindo custos. Estamos honrados em alcançar a certificação EMRAM com base nesta colaboração”, acrescenta o executivo.