Investigadores da PF estão convictos de que provas contra Temer inibirão os deputados de poupá-lo

0
18

 

Os investigadores da Polícia Federal responsáveis pelo inquérito relativo ao presidente Michel Temer estão convictos de que as provas contra ele são tão robustas que dificilmente a Câmara dos Deputados deixará de autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigá-lo. Os depoimentos colhidos, as apreensões realizadas e a segunda etapa dos áudios da JBS são os principais elementos.

A Procuradoria-Geral da República deverá denunciar Temer nas próximas semanas.

>> PGR tem áudio inédito da JBS que compromete Temer