Portugal decretou três dias de luto nacional a partir deste domingo para homenagear as vítimas do pior incêndio florestal de sua história recente.

O fogo, que se declarou na tarde de sábado na localidade de Pedrogao Grande, a 50 km de Coimbra, deixou por ora 62 mortos e mais de 50 feridos.

“Infelizmente, esta é, sem dúvida, a pior tragédia que conhecemos nesses últimos anos em termos de incêndios florestais”, reconheceu o primeiro-ministro português Antonio Costa, na sede da Defesa Civil.

Cerca de 900 bombeiros e 220 veículos combatiam o fogo que causou as mortes, muitas das vítimas carbonizados no interior de seus veículos.

The post Portugal decreta três dias de luto nacional pelas vítimas do incêndio appeared first on ISTOÉ DINHEIRO.