A morte é algo que virá para todos nós, isso é inegável. Muito se teme a morte e mais ainda como se vai morrer. Algumas pessoas se despedem de suas vidas em um leito sereno e outras não tem tanta sorte. Sempre haverá um indivíduo ou outro que terá um fim bizarro ou estúpido, as vezes por puro azar ou az vezes por descuido. A vida humano é algo frágil e susceptível a acidentes que, mesmo parecendo pequenos, podem acarretar uma serie acontecimento que podem levar ao últimos momentos de uma pessoa.

A Fatos Desconhecidos traz para você hoje alguma das mortes mais bizarras que aconteceram século passado. Você estaria preparado para ficar frente a frente com a morte?Independente de quem você é ou almeja ser, o que nos resta ao fim de nosso tempo é a sepultura. Esteja preparado, pois isso virá para todos nós.

Ray Chapman

7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX

Ray Chapman foi um jogador profissional de basebol americano que jogou pelo Cleveland Indians. Sua morte foi causada por uma bola de beisebol. Spitball é quando o jogador altera a propriedade da bola usando, por exemplo, saliva ou alguma outra substância. A aderência da bola na mão do jogador muda, assim como sua aerodinâmica.

Ray estava preparado para a bola que foi arremessada por Carl Mays, que jogava pelos Yankees, porém a bola acertou com grande velocidade a têmpora esquerda de Ray. A bolada foi tão forte que Ray desmaiou e nunca mais voltou a ficar consciente.

Keith Relf

7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX

Keith Relf, um dos vocalistas originais da famosa banda Yeardbirds. Ele também morreu  de uma forma bem peculiar. Em um período de sua vida, Keith Relf estava envolvido e gravando para uma banda de Heavy Metal chamada Armageddon. Quando ele tocava uma guitarra que estava com alguns problemas de fiação, ele foi eletrocutado e acabou vindo a falecer.

R. Budd Dwyer

7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX

Enfrentando um julgamento por ter sido acusado de estar envolvido em uma suposta conspiração, o tesoureiro do estado da Pensilvânia poderia pegar 55 anos de cadeia. Contudo, no meio da conferência de impressa, que estava sendo televisionada, Budd saca um revolver e tira a própria vida com um tiro na boca.

Carl McCunn

7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX

Carl McCunn um fotógrafo americano que estava no Alaska, perto do rio Collen, para registrar a vida selvagem do local. Acontece que Carl havia negociado a ida com o piloto, porém esqueceu-se de combinar sua volta. Consequentemente, o americano ficou preso na região selvagem e acabou se matando com um tiro.

Kurl Godel

7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX

Kurl Godel foi um matématico e filósofo austríaco cujas teorias transformaram a forma da comunidade cientifica entender a lógica. Em um período de sua vida, Godel começou a se tornar um tanto paranóico. Ele começou a recusar alimentos, acreditando obsessivamente que estavam tentando envenenar sua comida. Consequentemente, ele acabou sendo hospitalizado e morreu por inanição.

Garry Hoy

7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX

Garry era uma advogado de 28 anos de idade que morava em Toronto, Canadá. Em 1993 o homem resolveu provar para um grupo de estudantes que estavam visitando seu local de trabalho que o vidro do prédio era inquebrável. Garry se arremessou contra o vidro duas vez e realmente o vidro não quebrou! O que aconteceu foi que ele se desprendeu das laterais janela e acabou caindo.

Jack Daniels

7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX

Jack Daniels, como vocês podem deduzir, foi o criador da famosa marca de uísque do Tennessee. Jack morreu por envenenamento causado por uma infecção no seu dedão. O que aconteceu foi que um dia Jack tentou abrir o cofre de sua casa e não conseguiu. Jack estava com bastante raiva naquele momento a ponto de ter desferido um chute no objeto, que machucou seu  dedão. Consequentemente, o dedão infeccionou e o resto você já sabe.

O post 7 das mortes mais bizarras ocorridas no século XX apareceu primeiro em Blog O Samurai.