A Oi informou ao mercado na manhã desta terça-feira, 6, que o árbitro da disputa com a Bratel (Pharol) que havia suspendido o aumento de capital da operadora reconsiderou. Agora, a Câmara de Arbitragem do Mercado, em nova decisão, autoriza a companhia a seguir com a captação de ao menos R$ 4 bilhões de dinheiro novo. A decisão foi tomada pelo árbitro de apoio do processo.

A arbitragem aparece como a última fronteira para a Pharol seguir com a intenção de barrar ao menos parte do plano de recuperação judicial da Oi. Antiga maior acionista individual da concessionária brasileira, a Pharol, por meio da Bratel, passou a ser o terceiro principal acionista depois da diluição das ações ocorrida na conversão de dívida em participação dos credores.

A portuguesa tenta impedir que a entrada de dinheiro novo reduza mais sua participação. A Pharol tem como únicos ativos a fatia acionária detida na Oi e a cobrança de dívida de € 897 milhões do antigo Grupo Espírito Santo, resultado de investimentos feitos pouco antes da fusão entre a Portugal Telecom e a Oi.

O novo aumento de capital da Oi já foi autorizado pela Anatel, na última semana. Conforme o plano de recuperação, deve ser completado até fevereiro de 2019.

O post Árbitro reconsidera e autoriza a Oi a seguir com aumento de capital apareceu primeiro em TeleSíntese.

Deixe uma resposta