O CANAL – No O Canal você confere tudo sobre audiência da TV, famosos, resumos de novelas, música, cinema & séries e notícias da TV.

Meio televisivo homenageou o jornalista Ricardo Boechat ao longo de todo o dia. (Foto: reprodução)

Não foi apenas a Band, derradeira casa de Ricardo Boechat, que se pronunciou oficialmente pela trágica morte do jornalista no acidente aéreo desta segunda-feira (11).

Além das mensagens dos jornalistas e da cobertura no ar para levar as informações sobre a trajetória do profissional aos telespectadores, associações das empresas e dos profissionais e também algumas emissoras divulgaram notas externando o pesar com que receberam a notícia do falecimento de um dos principais âncoras da história recente brasileira.

Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel): É com profundo pesar que a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel) recebe a notícia do falecimento do jornalista, apresentador e radialista Ricardo Boechat, aos 66 anos, e também do piloto da aeronave.

Crítico exemplar e de faro apurado, o comunicador deixará saudade aos milhões de brasileiros que o acompanhavam diariamente pelo rádio e pela televisão e a todos aqueles que tiveram a oportunidade de tê-lo como colega de trabalho.

Admirável expoente, Boechat teve uma longa carreira pautada por competência, profissionalismo e irreverência.

Neste momento, a Abratel se une à família de Ricardo Boechat e à do piloto da aeronave partilhando da mesma perplexidade e pesar por essas inestimáveis perdas.

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji): A Abraji recebeu com tristeza e consternação a notícia da morte do jornalista Ricardo Boechat na tarde desta segunda-feira (11.fev.2019). Boechat estava a bordo de um helicóptero que fez um pouso forçado na rodovia Anhanguera e se chocou com um caminhão por volta das 12h. O jornalista retornava de Campinas (SP) para a capital paulista, após uma palestra. O piloto do helicóptero, Ronaldo Quattrucci, também faleceu.

Ricardo Eugênio Boechat tinha 66 anos e atuava como apresentador na Rádio BandNews FM, âncora do Jornal da Band, na TV Bandeirantes, e colunista na revista IstoÉ. Deixa seis filhos.

Nas manifestações públicas de colegas que trabalham ou trabalharam com Boechat ao longo de seus mais de 40 anos de carreira, o adjetivo “generoso” é frequente, assim como o lamento pela perda de uma voz crítica e contundente. O humor com o qual tratava o noticiário e a si próprio é outra das características que os amigos e colegas ressaltam.

A Abraji envia seu profundo pesar e toda solidariedade aos familiares, amigos e colegas de Ricardo Boechat.

Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT): A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) lamenta, com profundo pesar, a morte do jornalista Ricardo Boechat, ocorrida nesta segunda-feira (11), em São Paulo (SP).

Dono de um estilo inconfundível, Boechat honrou a profissão de jornalista, exercida com ética e compromisso com a verdade dos fatos.

Sempre preocupado em levar informação e opinião à sociedade, missão que cumpriu com maestria, Boechat deixa uma lacuna no jornalismo brasileiro.

Sua habilidade em se comunicar com o público é um legado que fica para a história da comunicação do país.

Neste momento de luto para a radiodifusão brasileira, a ABERT presta solidariedade aos familiares, companheiros da BAND, amigos e colegas de trabalho.

Associação Brasileira de Imprensa (ABI): Associação Brasileira de Imprensa expressa profunda consternação com a morte do jornalista Ricardo Boechat, apresentador da BAND NEWS, solidariza-se com sua família e todos aqueles que tiveram um dia o privilégio de usufruir da sua convivência e do seu extraordinário talento.

Ricardo Boechat foi um jornalista brilhante, apaixonado pelo ofício, que jamais deixou de participar das discussões do seu tempo. Um dos seus traços marcantes era o rigor que cultivava em relação a apuração do noticiário que devia reproduzir os fatos com extrema precisão.

Com a morte trágica de Boechat, morre também parte de uma geração da qual foi um dos profissionais mais exuberantes. Uma geração de jornalistas que perseguia a notícia com determinação jesuítica e que considerava a verdade um Ato de Fé.

O seu refinamento intelectual, o zelo com o cuidado das fontes e a firmeza das posições que assumia acabou transformando o Jornal da Band em um dos veículos mais respeitados do País.

O seu exemplo como profissional, suas reflexões, as broncas ao vivo, e aquele sorriso inconfundível continuarão muito vivos entre nós.

A ABI decreta luto de três dias pela morte desse extraordinário companheiro que exerceu sempre o jornalismo com entusiasmo, alegria, competência e muita paixão.

Grupo Record: O Grupo Record, o seu CEO, Marcus Vinicius Vieira e o presidente da emissora, Luiz Claudio Costa, lamentam profundamente o falecimento do jornalista, apresentador e radialista Ricardo Boechat, âncora da Rádio Band News e do Jornal da Band.

Ricardo Boechat, através de seu trabalho, destacou-se como um dos mais importantes jornalistas do país. E a prova deste reconhecimento foi o merecido Prêmio Esso, um dos mais prestigiosos do jornalismo brasileiro, que o profissional recebeu por três vezes. Admirado em sua longa carreira, vai deixar uma legião de brasileiros que diariamente acompanhava suas análises e opiniões.

Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e colegas do jornalista e estendemos nossos sentimentos aos parentes do piloto da aeronave, Ronaldo Quatrucci.

O post Associações e emissoras compartilham luto pela morte de Ricardo Boechat apareceu primeiro em O CANAL.

Deixe uma resposta