O CANAL – No O Canal você confere tudo sobre audiência da TV, famosos, resumos de novelas, música, cinema & séries e notícias da TV.

Maria Camargo, de Assédio, série do Globoplay, trabalha na adaptação Um Defeito de Cor, de Ana Maria Gonçalves, para Globo

Maria Camargo, de Assédio, série do Globoplay, trabalha na adaptação Um Defeito de Cor, de Ana Maria Gonçalves, para Globo

A autora da série do Globoplay, Assédio, está trabalhando num novo projeto para ser analisado pelo Fórum de Dramaturgia da Globo. A confirmação foi feita pela assessoria de comunicação da emissora. Maria Camargo irá adaptar Um defeito de cor, de Ana Maria Gonçalves.

A ideia inicial é que o projeto seja levado para o horário das 23h como supersérie. Contudo, a obra pode ser transmitida apenas no Globoplay ou ter menos episódios, sendo exibida como minissérie, já que há um dificultador na grade da Globo.

Em 2019, o canal carioca não vai ter supersérie, pois a história de Euclydes Marinho foi cancelada. Maria Adelaide Amaral tem desenvolvido O Selvagem da Ópera, com previsão de ir ao ar em 2020. Walcyr Carrasco escreveu o projeto da segunda fase de Verdades Secretas e a trama provavelmente vai ser transmitida pela Globo em 2021.

Isso significa que Maria Camargo teria seu produto levado ao ar apenas em 2022, caso a emissora opte por mantê-la como supersérie. Entretanto, pela ousadia do projeto, pessoas ligadas a dramaturgia da Globo não acreditam que a história fique tanto tempo na fila de espera.

O romance mostra décadas de histórias que se passam na África e no Brasil. O livro mostra a vida de Kehinde, uma africana que foi escravizada e viveu por anos na Bahia, com muita luta, ela conseguiu sua carta de alforria e, de volta à África se torna uma empresária de respeito.

Bem-sucedida com a série Assédio, Maria Camargo tem recebido suporte da direção do canal do Rio de Janeiro para poder desenvolver o enredo da obra com maior cuidado. Importante lembrar que Assédio também foi narrada do ponto de vista de mulheres.

Vale ressaltar que ainda não houve uma avaliação final do produto desenvolvido por Maria Camargo. Isso significa que a sinopse e os capítulos podem sofrer alterações dos diretores da Globo ou até mesmo ser engavetada.

Leia mais:

Anitta, Cléo e Bruna Marquezine: Quer namorar essas beldades? Veja como

Sthefany Absoluta é acusa de roubo por ex-marido: “Quero que ela prove que não me roubou”

Jonathan Couto é acusado por Letícia Almeida de não pagar pensão

O post Autora de Assédio vai escrever série sobre escrava que virou empresária apareceu primeiro em O CANAL.

Deixe uma resposta