O presidente Jair Bolsonaro (PSL) confirmou na sua conta do Twitter, nesta sexta-feira (17/05/2019), que o governo estuda uma maneira de cancelar o contrato firmado, em 2018, pela Petrobras com a equipe britânica de Fórmula 1 McLaren. Sem maiores informações, o presidente apenas informou que deseja rescindir a parceria.

O patrocínio para a equipe automobilística, ao custo R$ 780 milhões, segundo o presidente, expõe o logotipo da petroleira brasileira na lateral do novo carro da McLaren, o MCL 34, projetado para a temporada 2019, e nos capacetes e uniformes dos pilotos.

Nome pequenininho
O ministro da cidadania, Osmar Terra, afirmou, nesta semana, que não faz sentido o acordo firmado pela empresa no governo Temer. “Um absurdo. Esse valor todo para ter o nome pequenininho no capacete”, afirmou o ministro.

“Não faz sentido uma empresa de um país de economia emergente, de renda mais baixa, financiar uma equipe de competição de um país desenvolvido”, disse Terra.

Deixe uma resposta