Autoridades mundiais no combate ao terrorismo e ao crime organizado estarão em Brasília para discutir e trocar informações sobre mecanismos modernos que possam contribuir para a redução da violência no país. O encontro será no II Simpósio Internacional de Segurança, que ocorre nos dias 19 e 20 de março, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, uma semana após o atentado ocorrido na escola de Suzano (SP).

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o país ocupa a nona posição no ranking de nações com os maiores números de homicídios. Ainda de acordo com a entidade, as taxas brasileiras são cinco vezes a média mundial desse tipo de crime, e recursos tecnológicos têm sido uma das armas para se combater a criminalidade.

“É a tecnologia que vai nos ajudar a otimizar esse quadro e a chegar aonde o Estado muitas vezes não consegue. Por isso, o evento será importante para que os participantes conheçam os casos que deram certo no Brasil e no mundo”, garante Luciano Leiro, vice-presidente da Associação Nacional de Delegados da Polícia Federal e organizador do simpósio.

Além dos resultados positivos na redução de indicadores relacionados à violência, nas cidades que investiram em inteligência, o uso das tecnologias aumenta a eficiência dos gastos públicos. Segundo o coronel Alfredo Deak, diretor para a América Latina de Defesa & Inteligência da Microsoft, a tecnologia auxilia na prevenção do crime.

“No processo investigativo, programas de reconhecimento facial, análise comportamental, inteligência artificial de transcrição de áudios e vídeos são exemplos de ferramentas que auxiliam no processo administrativo e otimizam o tempo também na apuração do crime”, diz.

II Simpósio Internacional de Segurança
Data: 19 e 20 de março
Horário: a partir das 8h
Local: CICB – SCES Trecho 2, Conjunto 63, Lote 50 – Asa Sul
Informações e inscrições: www.sintsp.com.br

Deixe uma resposta