A menos de um mês de passar o bastão para Jair Bolsonaro (PSL), o presidente Michel Temer disse, em evento em sua homenagem promovido pela Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio), em Brasília, que quando o governo de um mandatário está na reta final, “ninguém mais te procura”. “Quando o governo começa a acabar, ninguém mais te procura. A história do café frio é uma verdade absoluta”, afirmou Temer. As informações são de O Globo.

A expressão “café frio” costuma ser usada para descrever os últimos meses de um presidente da República à frente do cargo, quando diminui consideravelmente o assédio de políticos e empresários ao ocupante do terceiro andar do Palácio do Planalto.

O presidente disse, em tom de brincadeira, que em seu gabinete o café ainda é servido quente. “Aliás, alguns se surpreendem, porque lá na minha sala o café ainda é quente e vem água, porque as pessoas dizem que nem água servem nos últimos tempos. Eu, graças a Deus, além de dizer que lá o café ainda é quente, e olha que falta pouco tempo, nesses últimos dias tenho me surpreendido agradavelmente com homenagens que temos recebido”, completou, após ser homenageado pela Aprobio.

No caso de Temer, que não concorreu nas eleições de outubro e tampouco teve um candidato competitivo para patrocinar – Henrique Meirelles, que concorreu pelo MDB, não chegou a 2% dos votos –, o clima de esvaziamento começou meses atrás, antes mesmo da disputa eleitoral.

Deixe uma resposta