O balanço do ano da China em 2018 para a economia mostrou que o país atingiu alta histórica em transações de comércio exterior de US$ 4,5 trilhões, aumento de 9,7% em relação ao ano anterior segundo a Administração Geral das Alfândegas (AGA).

Segundo o porta-voz da AGA, Li Kuiwen, o resultado aconteceu pela capacidade da China de se adaptar as mudanças nos ambientes interno e externo. Os volumes de importação e exportação também atingiram alta histórica.

Em 2018, as exportações aumentaram 7,1% em termos anuais, chegando a US$ 2,41 trilhões. Já as importações cresceram 12,9%, para US$ 2,08 trilhões, resultando em um superávit na balança comercial de US$342 bilhões, queda de 18,3%. Aumentaram também o comércio do país com Estados Unidos, União Européia e Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), 7,9%, 5,7% e 11,2%, respectivamente, com seu volume comercial combinado respondendo por 41,2% do total do comércio exterior da China.

As empresas privadas desempenharam um maior papel, representando 39,7% do total do comércio exterior, um aumento de 1,1 ponto percentual em relação a 2017.

O post China atinge alta histórica no comércio exterior em 2018 apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Deixe uma resposta