Falando sempre em nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como cabeça de chapa, o candidato a vice na chapa petista, Fernando Haddad, disse que uma das primeiras providências ao chegar ao Planalto será a criação de linhas de crédito com juros baixos para fazer a economia girar.

Ele ressaltou que Lula sempre disse a ele a seguinte frase: “Se você educar e der crédito, se faz uma revolução no país”.

“Lula tem esta cabeça. Para ele, não basta educar, tem que dar crédito. Sem isso não tem como fazer a riqueza girar. O crédito é o complemento da educação. Com isso, a pessoa abre um negócio, vai gerando emprego e fazendo a economia girar”, disse o ex-prefeito de São Paulo ao realizar uma “transmissão paralela” do debate da TV Band.

A presidente do PT, Gleisi Hoffman, uniu-se ao debate paralelo da campanha após ir ao estúdio da TV em São Paulo, onde se realiza o confronto entre os demais candidatos. Ela ressaltou que protestou em relação a ausência de Lula no confronto e foi bem recebida pelo candidato do PSol, Guilherme Boulos, que defendeu a participação de Lula no encontro de presidenciáveis

Durante a “transmisssão paralela”, a campanha petista aproveitou para lançar uma vaquinha virtual de doações para a candidatura. Ao final do primeiro bloco, as doações já chegavam a R$ 500 mil.

Deixe uma resposta