O dono da gigante do setor de tecnologia Foxconn, Terry Gou, anunciou nesta quarta-feira que participará nas primárias do partido Kuomintang (KMT) para a eleição presidencial de Taiwan de 2020.

“Quero participar nas primárias do partido. Se vencer, representarei o KMT na eleição de 2020”, declarou em um comício o executivo da empresa que é a principal fornecedora da Apple.

Gou, militante do Kuomintang, partido favorável na última década a uma aproximação com Pequim, indicou que seguirá o processo de candidatura do KMT.

A presidente Tsai Ing-wen, de 62 anos, do Partido Democrata Progressista (PDP), anunciou que pretende disputar a reeleição na votação de 11 de janeiro.

Nas primárias do partido ela enfrentará o ex-primeiro-ministro William Lai. O PDP anunciará seu candidato à presidência no fim do mês.

A Foxconn é a maior produtora de componentes eletrônicos do mundo e fornece peças para a Apple e diversas outras marcas.

Gou, 69 anos, anunciou na segunda-feira que cederia o posto como presidente executivo da empresa, mas permaneceria à frente do grupo.

Terry Gou nasceu em 1950 em Taipé. Seus pais fugiram para a ilha após a vitória dos comunistas na guerra civil. Ele cursou gestão de transporte na universidade e trabalhava em período parcial para financiar os estudos.

Com um investimento de pouco mais de 3.000 dólares (câmbio atual) de sua mãe, Gou criou a empresa em 1974 para fabricar componentes de televisão. Depois entrou no mercado de computadores e com o passar dos anos se tornou o maior fabricante de componentes eletrônicos do mundo.

O post Dono da Foxconn anuncia candidatura à presidência de Taiwan apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Deixe uma resposta