Aos 43 anos de idade, o advogado Everardo Gueiros assumirá a Secretaria de Cidadania no governo de Ibaneis Rocha (MDB), a partir de janeiro de 2019. A criação da pasta reflete a decisão do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), de anunciar a formação do Ministério da Cidadania.

Pernambucano de Recife que atua na capital da República há 20 anos, Gueiros foi desembargador do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE) e suplente no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O futuro secretário dirigiu também a Escola Superior de Advocacia local e presidiu a Caixa de Assistência dos Advogados do DF durante o mandato de Ibaneis na OAB-DF. Um dos mais fortes aliados do governador eleito, Gueiros é advogado nas áreas administrativa, cível, eleitoral, penal e trabalhista, com atuação nos tribunais superiores, no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Tribunal de Contas da União (TCU).

Caso Ibaneis siga de forma fidedigna a ideia original de Bolsonaro, no Distrito Federal a futura pasta deverá abrigar a área social do governo, hoje parte da Secretaria de Estado do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), superórgão criado para abrigar o hoje presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT).

Contudo, Ibaneis já sinalizou que vai desmembrar a pasta, ao anunciar o ex-procurador-geral do Trabalho João Pedro Ferraz como secretário do Trabalho.

Deixe uma resposta