O CANAL – No O Canal você confere tudo sobre audiência da TV, famosos, resumos de novelas, música, cinema & séries e notícias da TV.

Fábio Porchat terá um ano cheio de trabalho. (Foto: Divulgação)

A julgar pelo começo do ano, 2019 será um bom período para Fábio Porchat.

Às vésperas de fechar acordo com a Rede Globo (segundo o humorista, já há conversas. Ele foi cogitado como apresentador do substituto do Vídeo Show, que vem em abril), o comediante fechou um acordo com o serviço de streaming Amazon Prime Video, por meio da Viacom – empresa que possui ações da Porta dos Fundos.

A concorrente da Netflix exibirá a série Homens, produzida e protagonista por Porchat, para o Comedy Central.

Definida por Porchat como uma mistura de duas séries clássicas da HBO, Sex and the City e Girls, Homens nasceu de uma percepção do comediante de que muitos homens, ao chegarem a casa dos 25 e 30 anos, não entendem muito bem o que está acontecendo, por terem sido criados sob aspectos de um mundo machista e que é difícil admitir os erros e começar a mudar.

A partir daí, Fábio conversou com diversos psicólogos e mulheres e assistiu a várias obras do gênero para criar o programa, que é focado em 4 jovens (vividos por ele, Raphael Logam, Gabriel Godoy e Gabriel Louchard) tentando entender o papel do homem no mundo moderno, em tempos onde o machismo se tornou debate.

A série deve estrear ainda no primeiro semestre de 2019.

Ano de muito trabalho?

Ao não renovar seu vínculo com a RecordTV, Fábio Porchat entrou diretamente na mira da Rede Globo, que estuda contratá-lo logo em breve para seu departamento de entretenimento. Além disso, o Porta dos Fundos assinou com a Netflix para a produção de mais um filme especial no final do ano, a exemplo do que foi lançado em 2018, uma sátira a Santa Ceia e ao filme Se Beber, Não Case.

Além disso, o ator ainda tem os vídeos do Porta dos Fundos, com frequência semanal, e duas atrações no GNT para apresentar.

O post Fábio Porchat fecha contrato para 2019; e não é com a Globo apareceu primeiro em O CANAL.

Deixe uma resposta