A falta de espaço nos postes das distribuidoras de energia elétrica e os transtornos causados pelo enterramento dos cabos que levam banda larga até as residências têm sido os principais obstáculos para a instalação e expansão das redes ópticas de comunicação nas cidades – especialmente as grandes metrópoles. Para atender essa necessidade do mercado, a Furukawa lançou recentemente uma família de microcabos ópticos, destinados à instalação em microdutos por meio da técnica de sopramento. “Essa técnica dá mais velocidade ao trabalho de instalação, além de causar menos transtornos à população, uma vez que as valas em que os microdutos podem ser instalados são pequenas”, afirma Xavier Chiron, responsável pela engenharia de produtos de broadband da Furukawa. “É uma solução indicada para cidades em que não há mais espaço para novos cabos nos postes, ou que querem reduzir a poluição visual causada pelo emaranhado de fios instalados pelas diversas operadoras”, acrescenta.

Os novos microcabos Furukawa podem conter até 288 fibras ópticas monomodo, em um produto com redução de até 50% no diâmetro, em comparação aos cabos ópticos convencionais. “A técnica de instalação por sopramento é essencial para alcançar esse aumento de densidade”, explica o engenheiro da Furukawa. “Como a instalação não é por tracionamento, o microcabo possui requisitos mecânicos mais brandos, quando comparado aos cabos convencionais. Com isso, é possível colocar mais fibras ópticas em um cabo com diâmetro menor”, conclui.

Pertencente ao grupo japonês Furukawa Electric, é fabricante de soluções completas para infraestrutura de redes de Comunicação e Energia, com unidades industriais em Curitiba/PR, Sorocaba/SP e Santa Rita do Sapucaí/MG. A empresa também possui fábricas de cabos ópticos em Berazategui, na Argentina, em Palmira, na Colômbia, e em Mexicali, no México.

 

Foto: Xavier Chiron, responsável pela engenharia de produtos de broadband da Furukawa.

Crédito: Divulgação.

Deixe uma resposta