Reprodução

A partir da próxima temporada, a UEFA Champions League terá seus jogos transmitidos em sinal aberto pelo Facebook. O gigante das redes sociais substitui a Globo, que era a dona dos direitos até a última temporada e nem entrou na licitação.

De acordo com informações do site 'Máquina do Esporte', a decisão da emissora carioca se deu por alguns fatores. O primeiro deles foi o pacote ofertado pela UEFA. A entidade ofereceu dois tipos de escolha às emissoras. Um que dava direito a todos os jogos para transmitir, com direito à primeira escolha nas quartas de final e a final com exclusividade. O outro era para todos os jogos.

Com a integração de todas as mídias (TV aberta, TV paga e internet), que começou a ser implementada nesta Copa do Mundo, a Globo só considerava fazer a proposta se fosse para os direitos conjuntos de TV aberta e paga.

Além disso, as restrições comerciais impostas pela UEFA, que dificulta a venda de pacotes diferentes de publicidade, pesou na decisão. Desde que passou a exibir o evento, a Globo teve de abrir uma exceção à Heineken para compensar a ausência do comercial da marca durante os jogos, já que a Brahma é quem anuncia no futebol da emissora. Com isso, a Heineken ganhou publicidade na Globo sem precisar pagar por isso.

O terceiro motivo é a própria concorrência, na TV paga, com o Esporte Interativo, que renovou seu contrato com a UEFA. A emissora do grupo Turner obteve altos índices de audiência na transmissão da temporada encerrada em maio. Parte desse sucesso pode ser creditada à promoção que a Globo fez, em todas as suas mídias, do evento.

O resultado oficial da licitação ainda não tem data para ser divulgado, assim como a maneira como ficarão divididos os jogos da Liga dos Campeões entre os dois vencedores. A tendência, porém, é de um ajuste entre Facebook e EI.