Na noite deste domingo (10/2), aconteceu no Staples Center, em Los Angeles, a 61ª cerimônia do Grammy, o maior prêmio da música mundial, entregue pela Academia de Artes de Gravação Nacional dos EUA, ou Naras, na sigla em inglês.

No Grammy 2019, o rapper Kendrick Lamar, que liderava as indicações, concorrendo em oito categorias, conquistou apenas um troféu, de melhor performance de rap, por King’s Dead – e num empate com Bubblin, de Anderson .Paak. Ele concorria ao principal prêmio da noite, de álbum do ano, por ser o responsável pela trilha sonora de Pantera Negra, mas o prêmio ficou com Kacey Musgraves, pelo disco Golden Hour. Drake (Scorpion), Cardi B (Invasion of Privacy), Brandi Carlile (By The Way, I Forgive You), H.E.R. (H.E.R.), Post Malone (Beerpongs & Bentleys) e Janelle Monáe (Dirty Computer) também estavam indicados.

Jerod Harris/FilmMagic

Lady Gaga recebeu três troféus no Grammy 2019

 

Musgraves venceu ainda em mais três categorias e se tornou a maior vitoriosa da noite. Ela conquistou os prêmios de melhor álbum de country, também por Golden Hour, melhor música country, por Space Cowboy, e melhor performance country solo, por Butterflies.

Mesmo sem ter ido à premiação, o rapper Childish Gambino também venceu quatro prêmios, de gravação do ano, música do ano, melhor performance de rap cantado e melhor clipe musical por This Is America. Ele concorria ainda por melhor música de R&B com Feels Like Summer, mas perdeu para Boo’d Up, de Ella Mai.

Por ter o número grande de 84 categorias, o Grammy revelou, antes mesmo da premiação transmitida na TV, os vencedores de alguns dos prêmios da noite. A cantora Ariana Grande no Grammy, depois de seis indicações ao longo da carreira, este ano ela levou seu primeiro troféu pelo disco Sweetener (2018), na categoria de melhor álbum vocal pop.

Já a cantora Lady Gaga começou a cerimônia já com dois troféus na mão, de melhor performance solo pela música Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?), versão acústica para a música original lançada no álbum Joanne (2016), e também como melhor música escrita para mídia visual, por Shallow, em parceria com Bradley Cooper, da trilha sonora do filme Nasce Uma Estrela. Depois de iniciada a premiação, Lady Gaga e Bradley Cooper venceram mais um prêmio com Shallow, de melhor performance pop de duo ou grupo.

Outra cantora pop que se destacou na premiação foi a britânica Dua Lipa, que depois de se apresentar com St. Vincent, mal descansou e já voltou ao palco para receber o troféu de melhor artista novo. Ela desbancou a favorita, H.E.R., que ficou com os prêmios de melhor álbum de R&B, por H.E.R. (2017), e melhor performance de R&B por Best Part, sua parceria com Daniel Caesar.

A apresentação da cerimônia ficou a cargo da cantora Alicia Keys, que, para abrir os trabalhos, chamou ao palco para o discurso de abertura a ex-primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, e também Lady Gaga, Jada Pikett-Smith e Jennifer Lopez.

Confira a lista com os principais vencedores:

Álbum do ano
Golden Hour – Kacey Musgraves

Gravação do ano
This Is America – Donald Glover & Ludwig Goransson, produtores; Derek “MixedByAli” Ali, Riley Mackin & Shaan Singh, engenheiros de mixagem; Mike Bozzi, masterização (gravada por Childish Gambino)

Melhor artista novo
Dua Lipa

Melhor álbum de rap
Invasion of Privacy – Cardi B

Melhor álbum de R&B
H.E.R. – H.E.R.

Melhor canção de rap
God’s Plan – Aubrey Drake Graham, Daveon Jackson, Brock Korsan, Ron LaTour, Matthew Samuels & Noah Shebib, compositores (gravada por Drake)

Melhor álbum country
Golden Hour – Kacey Musgraves

Música do ano
This Is America – Childish Gambino

Melhor performance pop de duo ou grupo
Shallow – Lady Gaga & Bradley Cooper

Melhor performance pop solo
Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?) – Lady Gaga

Melhor álbum pop vocal
Sweetener – Ariana Grande

Melhor álbum de pop vocal tradicional
My Way – Willie Nelson

Melhor gravação Dance
Electricity – Jarami, Alex Metric, Riton & Silk City, produtores; Josh Gudwin, mixer (gravada por Silk City & Dua Lipa Featuring Diplo & Mark Ronson)

Melhor álbum Dance/eletrônico
Woman Worldwide – Justice

Melhor álbum contemporâneo instrumental
Steve Gadd Band – Steve Gadd Band

Melhor performance rock
When Bad Does Good – Chris Cornell

Melhor performance de metal
Electric Messiah – High On Fire

Melhor canção de rock
Masseduction – Jack Antonoff & Annie Clark, compositores (gravada por St. Vincent)

Melhor álbum de rock
From The Fires – Greta Van Fleet

Melhor álbum de música alternativa
Colors – Beck

Melhor performance de R&B
Best Part – H.E.R. Feat. Daniel Caesar

Melhor performance de R&B tradicional
Bet Ain’t Worth The Hand – Leon Bridges

How Deep Is Your Love – PJ Morton Featuring Yebba

Melhor música de R&B
Boo’d Up – Larrance Dopson, Joelle James, Ella Mai & Dijon McFarlane, compositores (gravada por Ella Mai)

Melhor álbum urbano contemporâneo
Everything Is Love – The Carters

Melhor performance de rap
King’s Dead – Kendrick Lamar, Jay Rock, Future & James Blake

Bubblin – Anderson .Paak

Melhor performance de rap cantado
This Is America – Childish Gambino

Melhor performance solo de country
Butterflies – Kacey Musgraves

Melhor performance de duo ou grupo country
Tequila – Dan + Shay

Melhor canção country
Space Cowboy – Luke Laird, Shane McAnally & Kacey Musgraves, compositores (gravada por Kacey Musgraves)

Melhor compilação para mídia visual
The Greatest Showman – Hugh Jackman (& Various Artists)

Melhor trilha sonora para mídia visual
Black Panther – Ludwig Göransson

Melhor canção escrita para mídia visual
Shallow – Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando & Andrew Wyatt, compositores (gravada por Lady Gaga & Bradley Cooper)

Produtor do ano, não clássico
Pharrell Williams

Melhor clipe musical
This Is America – Childish Gambino

Veja a lista completa com os indicados e vencedores das 84 categorias do Grammy 2019 no site oficial da premiação.

Deixe uma resposta