O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) integrará, até a próxima sexta-feira (18), uma operação conjunta realizada em áreas sob influência do rio São Francisco no estado de Sergipe.

Coordenada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual de Sergipe, Bahia e Alagoas, a ação, batizada de “Fiscalização Preventiva Integrada” (FPI), ocorre em municípios banhados pelo rio na chamada “tríplice divisa”, que separa os três estados.

Com atuação concentrada em sete territórios quilombolas, localizados nos municípios de Aquidabã, Capela, Japaratuba, Japoatã e Canhoba, a equipe de servidores da autarquia federal busca identificar e coibir eventuais crimes ambientais cometidos nos locais, além de diagnosticar e atender demandas das comunidades. “É um trabalho de assistência social, que vai além de questões ambientais e de regularização fundiária,  aprofundando o contato do Incra com os territórios e fortalecendo esse laço com os quilombolas aqui em Sergipe. É uma oportunidade crucial para mantermos o cadastro das comunidades atualizado e conhecer melhor suas demandas, contribuindo para a construção de ações  que trazem melhorias para as famílias”, explicou Thais Cristina Albano, antropóloga do Incra em Sergipe (Incra/SE).

Além da autarquia e dos Ministérios Públicos Estadual e Federal, também participam  desta terceira edição da FPI em Sergipe, o governo do Estado, a Universidade Federal de Sergipe (UFS) e os Institutos Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Patrimonio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Iniciada no último dia 06 de maio, a FPI chega a sua reta final esta semana  e será encerrada na próxima sexta-feira (18).

Os resultados das operações deverão ser anunciados na próxima semana.

Fonte e foto assessoria

 

 

O post Incra integra ações em nova edição da Fiscalização Preventiva Integrada apareceu primeiro em FaxAju.