Após ter sido roubada no quarto de um hotel em Paris no ano passado, Kim Kardashian passou boa parte de 2017 tentando se recuperar da experiência traumatizante. Foi durante esse tempo que muitos amigos foram visitar a beldade em sua mansão em Los Angeles e levaram consigo um artigo que anda bem popular por lá diante desse tipo de situação: os chamados ‘healing crystals’ (ou cristais de cura’).

Esse tipo de cristal ajudaria a proteger e a curar as pessoas com sua energia… tais efeitos, no entanto, não são cientificamente comprovados.

“Depois daquele episódio em Paris, muitos dos meus amigos vieram e me trouxeram cristais de cura, e obviamente eu sabia o que eram – é muito LA e é muito popular agora – mas para mim isso significava algo muito diferente. Eu estava lá sentada e conseguiria uma coleção deles, mas resolvi pesquisar mais profundamente sobre o que eles queriam dizer e os significados por trás deles e comecei a visitar esses armazéns de cristais em Culver City e no centro de Los Angeles“, explicou a mãe de North e Saint West em entrevista à  “Women’s Wear Daily”.

Kim Kardashian revela conexão entre embalagem de seu perfume e os dias que sucederam o atentado de Paris

Quando o negócio é empreender, Kim e o clã comandado por Kris Jenner dão aula!

No jeito mais kardashiano de viver, a beldade decidiu transformar sua cura em um negócio lucrativo: amanhã ela lança oficialmente, sua primeira fragrância que virá num vidro, adivinhem… em formato de cristal! “É a primeira vez que um perfume é vendido com o modelo em que eu estou fazendo” anunciou ela, acrescentando que o aroma da novidade foi projetado para ser “calmo” e “curador”. Foram fabricadas apenas 300 mil unidades que devem se esgotar em pouquíssimas horas.

Tomorrow my new perfume launches on kkwfragrance.com #CrystalGardeniaCitrus #garednia #pinkjasmine #orangeoil #purplepassionfruit #rose

Uma publicação compartilhada por Kim Kardashian West (@kimkardashian) em

O post Kim Kardashian revela conexão entre embalagem de seu perfume e os dias que sucederam o atentado de Paris apareceu primeiro em Hugo Gloss.