Lupita Nyong’o sempre foi uma grande defensora dos cabelos naturais. Em sua última reportagem de capa, para a revista Porter, a atriz fala sobre o porquê disso e sobre as lutas que surgem contra os ideais de beleza eurocêntricos.

“Meu cabelo é algo que, historicamente, tem sido evitado. Quero dizer, quantas vezes você ouve, ‘Você não vai conseguir arranjar um trabalho com um cabelo assim’ ? Isso ainda acontece comigo…. Natural, africano, cabelo crespo – muitas vezes é considerado como incivilizado ou selvagem”.

Olha só a capa:

A atriz conta que, depois de ganhar um Oscar por sua performance em 12 Anos de Escravidão, em 2014, ela ficou aterrorizada com a suposta maldição da premiação, que depois de ganhar o prêmio, sua carreira poderia despencar. Também disse: “Eu tenho tantas ofertas para papeis de escravos. Eu não queria fazer nenhum deles. Eu não queria ser classificada como isto. ”

Comentou também sobre seu discurso no Oscar:

“[Meu discurso] foi sobre ter a pele escura em um mundo que favorece os padrões ocidentais tradicionais de beleza. Fiquei tocada por como isso ressoou em tantas pessoas de cor, e não apenas negros africanos. Eu queria chegar às crianças antes que elas atingissem uma idade em que o mundo diz que elas não são tão valiosas.”

Vem ver só algumas fotos, clicadas por Mario Sorrenti:

Lupita Nyong’o fala sobre luta contra ideais de beleza em Hollywood

Maravilhoooooooooosa!

Lupita Nyong’o fala sobre luta contra ideais de beleza em Hollywood

Vem aqui ver o ensaio e entrevista completa. 😉

O post Lupita Nyong’o fala sobre luta contra ideais de beleza em Hollywood apareceu primeiro em PAPELPOP.

Deixe uma resposta