O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), preparou um churrasco na residência oficial, no Lago Sul, para receber o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e os chefes dos outros poderes. Além dos dois, também estão no almoço o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

O encontro foi marcado com antecedência e tem como objetivo debater a articulação entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para a tramitação da reforma da Previdência.

Marcado para ter início às 13h, o almoço teve início perto do meio-dia. O primeiro a chegar foi Alcolumbre. As residências oficiais dos presidentes da Câmara e do Senado são vizinhas. Alcolumbre estava vestido de maneira informal, tom que marcou o encontro.

Na sequência, Bolsonaro chegou, igualmente informal, ao lado de ao menos 14 ministros. Entre eles, estavam Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), Augusto Heleno (Segurança Institucional) e Santos Cruz (Secretaria de Governo).

Questionado sobre os temas que devem ser tratados na casa de Rodrigo Maia, Santos Cruz desconversou. “Me convidaram para almoçar. Não tenho ideia de agenda”, disse.

Além do principal tópico do encontro, a Previdência, outro tema em debate é o pacote anticrime, capitaneado por Sergio Moro, e defendido por Bolsonaro como solução para a decisão do STF de manter o julgamento de crimes ocorrido em eleição na Justiça Eleitoral.

 

Deixe uma resposta