Nos capítulos finais de O Tempo Não Para, a vida de Marocas (Juliana Paiva) vai ficar por um fio por causa de Lúcio (João Baldasserini), que criará um plano nefasto para matar a filha de Dom Sabino (Edson Celulari) e, assim, vingar a morte de seu irmão, Emílio (João Baldasserini). O detalhe é que, para levar seu plano à frente, o sujeito vai colocar em risco o mundo inteiro, já que se trata da manipulação do vírus da varíola.

Para dar um fim em Marocas, Lúcio contrata Herberto (Claudio Mendes) a peso de ouro para potencializar o vírus da varíola encontrado no sangue dela. O cientista faz apenas duas exigências, logo cumpridas: um laboratório e uma amostra do próprio vírus. Para obtê-lo, Pierre (Matheus Lisboa) é enviado para a Criotec e, sob a justificativa de realizar um exame de sangue na moça, retira um pouco de sangue dela.

Ao analisar a amostra, Herberto fica fascinado com a capacidade de ação do vírus da varíola e passa a trabalhar freneticamente na potencialização dele, tornando-o muito mais agressivo e mortal. Lúcio pergunta como está indo o trabalho e o cientista faz uma afirmação assustadora: se ele for reintroduzido em Marocas, a matará rapidamente.

Satisfeito, Lúcio entrega o vírus modificado para Pierre e pede que ele seja reintroduzido na filha de Dom Sabino tão logo seja possível. A oportunidade perfeita surge durante um teste que Petra (Eva Wilma) resolve fazer para testar um antídoto.

Assim, o jovem enfermeiro troca os frascos – colocando um com o vírus –, sem saber que pode estar abrindo as portas para o extermínio da humanidade, pois se o micro-organismo se espalhar, terá início uma pandemia mortal e incontrolável.

Deixe uma resposta