Ethan Hauschultz era um bom menino. Ele tinha 7 anos e tinha a feição de ser uma criança boa, amiga e gentil. Infelizmente, Ethan era uma criança apenas e isso foi o que lhe sentenciou à morte. Foi amarrado, surrado, espancado e enterrado vivo num caixão na neve. Ethan morreu de hipotermia.

A acusação apontou o seu crime: não saber versículos bíblicos. Muito mau você, Ethan.

Ethan morreu por causa de um deus indiferente, cuja púnica desculpa é sua não-existência. Ethan morreu por causa de pais indiferentes, cuja única desculpa é nenhuma e no mínimo mereciam a pena de morte, ainda mais que Wisconsin foi o primeiro estado norte-americano a adotar a pena capital, em 10de julho de 1853.

Um menino de sete anos morreu depois que ele foi espancado brutalmente mais de 100 vezes e enterrado em um “caixão de neve” como punição por não conhecer versos bíblicos, revelou a polícia em Wisconsin em um caso horrível de abuso infantil.

Timothy e Tina Hauschultz são dois psicopatas. Damian, um agora assassino de 15 anos matou Ethan ao bater 100 vezes no menino pelo espaço de uma hora e meia, ora usando um cinto, ora uma vara. Foi o castigo ordenado por Timothy pelo fato de Ethan não ter conseguido pronunciar versos bíblicos.


Agora chama Jesus pra te ajudar, FDP!

Damian foi acusado de homicídio imprudente de primeiro grau, Timothy responde por dois crimes. Primeiro, por ter ordenado surrar Ethan. O segundo por ter aliciado Damian a cometer um crime. Mas isso não é desculpa para Damian (nome sugestivo, não?), pois com 15 anos dá pra ter uma noção que espancar uma criança de 7 anos e enterra-lo num caixão no meio da neve não é certo. A “mãe” Tina foi indiciada por negligência, já que não fez nada para impedir os dois maníacos.

Ethan não foi ajudado por ninguém. Ninguém veio em seu auxílio. Nem o Super-Homem, nem a Mulher Maravilha, nem o Capitão América e nem Jesus. É o problema de achar que seres fictícios estão prontos a sair em socorro de alguém.

Se bem que, pensando de modo cinicamente sarcástico, talvez o Trump esteja certo em fundamentar bem ensino bíblico nos colégios. Assim, quem sabe se crianças de 7 anos parem de ser torturadas e assassinadas de forma brutal.

De resto, familinha Hauschultz deve fazer muito sucesso na cadeia. Pois mesmo acham que deve haver um limite; e para finalizar, fica o pedido: Deus, livrai-me de seus seguidores!


Fonte: Herald Time

Deixe uma resposta