O incrível carro “Thunder” chegou a ser apreendido pela polícia após ter sido exposto irregularmente no litoral paulista.

A história da réplica de um Lamborghini Gallardo feita por um pastor usando como base um Chevette ganhou mais um contorno inusitado. Mas, antes, vamos a uma rápida contextualização.

No início do ano passado o pastor Gustavo Bruno Trinca Reis fez um evento em uma praia do Guarujá (SP) para vender seu carro artesanal, chamado de “Thunder”.

A ação comercial, porém, foi registrada na prefeitura como um evento evangélico. Por conta da irregularidade, o carro chegou a ser apreendido pela polícia.

Na ocasião Gustavo Reis chegou a comentar em um vídeo na internet que a intervenção fora um “ato de satanás”. Desde então, pouco foi falado sobre o Thunder, e o site que divulgava o carro saiu do ar.

No entanto, exatamente um ano após o evento no litoral paulista o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) revelou que Reis tentou registrar o carro no Brasil.

O órgão, porém, indeferiu (negou) o pedido de Reis, por conta de uma série de erros técnicos.

Naturalmente o maior problema é o design, que, apesar de ser uma versão Ecce Homo do Lamborghini Gallardo, ainda é uma cópia (não autorizada) de um carro devidamente registrado no Brasil.

O fato do veículo apreendido no ano passado ainda constar como sendo um Chevrolet Chevette 1983 também indica que, ao menos naquela época, o carro não havia sido regularizado como um protótipo.

Há poucos detalhes do conjunto mecânico do Thunder, mas caso ele tenha mantido a mecânica base, seu motor é um 1.6 quatro-cilindros com câmbio manual.

Foto reprodução
Foto reprodução
Foto Repodução
Foto reprodução
Foto reprodução

FontesQuatro Rodas

O post Pastor transforma Chevette em Lamborghini Gallardo, mas tem carro recolhido e patente negada apareceu primeiro em Mundo Fixa.

Deixe uma resposta