Jair Bolsonaro (PSL) atacou os ministros do governo Michel Temer (MDB) durante debate entre presidenciáveis na noite desta quinta-feira (9/8). O candidato questionou o telespectador. Quis saber se ele sabe o nome dos ministros da Educação, Saúde e Ciência e Tecnologia. Em seguida, ao responder a própria pergunta, disparou: “são pessoas insignificantes, que estão lá para trabalhar para o partido”.

O militar da reserva afirmou que os ministérios estão loteados e que a prática foi repetida nos últimos 30 anos. “O único que pode romper o establishment é Jair Bolsonaro. Tenho essa missão”, concluiu.

Para Bolsonaro, os demais candidatos só vão trocar a vaga de Michel Temer, mantendo nos ministérios a mesma prática de indicações políticas nas pastas da Esplanada.

Os candidatos estão respondendo pergunta de jornalistas da emissora e do público. Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT) foram os selecionados para o debate.

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entrou com mandado de segurança no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) pedindo a participação, mas ela foi negada.

Deixe uma resposta