O preço do metro quadrado de um imóvel residencial usado em Campinas ficou em R$ 5.394 no mês de abril. É o que mostra o índice FipeZap, calculado mensalmente pela Fipe, com base em dados coletados de 50 capitais e maiores cidades do país. O valor do m2 na cidade, o 18º da lista, está bem distante da média nacional, que foi de 7.187 no mês passado para negociações de casas e apartamentos.

O estudo também apurou que em abril os preços de imóveis residenciais anunciados para venda tiveram uma ligeira alta de 0,09%, abaixo de 0,30% de março. O preço do m2 dos imóveis residenciais teve uma alta acumulada de 0,63% nos quatro primeiros meses de 2019. Já no acumulado dos últimos doze meses o valor do m2 em Campinas ficou estável, com variação de 0%.

Para o Vice-Presidente do Setor de Comercialização da Associação Regional da Construção de Campinas e Região (Habicamp), Douglas Vatgas, a estabilidade de preços nas transações de imóveis usados captada pela pesquisa reflete o atual momento do mercado imobiliário de Campinas e Região. “Há um aumento das vendas ao longo dos últimos quatro meses. Porém, o que ocorre é que o mercado regional passa por uma readequação de preços, impedindo o aumento dos preços por parte de quem deseja vender uma casa ou apartamento”, explica. “Outro fator que contribui para esta estabilidade é que por conta dos altos preços da taxa condominial e do IPTU, os proprietários que antes tinham um segundo imóvel como fonte de renda está preferindo vender a ficar meses com ele fechado e arcando com os custos”, explica Vargas.

O levantamento abrange imóveis anunciados em 50 cidades. O Rio de Janeiro continuou a ser a cidade com o metro quadrado mais caro do país (R$ 9.476), seguido por São Paulo (R$ 8.899) e por Brasília (R$ 7.312).

 

Foto: Apartamentos em Campinas.

Crédito: Divulgação.

Deixe uma resposta