O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, informou nesta terça-feira (8/1) ao Ministério Público do Rio de Janeiro que está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. No documento, ele afirma que no dia 1º de janeiro submeteu-se a uma cirurgia para retirar um tumor maligno do intestino. A informação é do jornal O Globo.

Queiroz, que está intimado a prestar depoimento desde o início de dezembro do ano passado, entrou em contato com o MP do Rio para atestar sua condição de saúde. Segundo relatório, ele está com um quadro de neoplasia de cólon sigmoide (câncer de cólon). A defesa afirma que o seu cliente passará por nova avaliação de médicos para avaliar qual o melhor tratamento quimioterápico a ser realizado.

Por conta do episódio, os advogados do ex-assessor disseram ainda que as familiares de Queiroz não vão comparecer ao depoimento marcado para esta terça. A mulher, Márcia Aguiar, e as filhas teriam se mudado temporariamente para São Paulo, onde devem permanecer por tempo indeterminado até o fim do tratamento médico.

Queiroz foi apontado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) como responsável por uma movimentação financeira atípica de mais de R$ 1,2 milhão em suas contas bancárias. O fato levantou uma crise em torno do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Deixe uma resposta