O CANAL – No O Canal você confere tudo sobre audiência da TV, famosos, resumos de novelas, música, cinema & séries e notícias da TV.

Nazaré Tadesco, vilã de Agnaldo Silva. (Foto: Reprodução)

Nazaré Tadesco, vilã de Agnaldo Silva. (Foto: Reprodução)

Não é de hoje que Agnaldo Silva é um dos dramaturgos preferidos da Rede Globo para escrever as novelas das 21h – e isso pode se dar ao fato das sempre maravilhosas vilãs que o autor cria. Frieza, falta de remorso, maldade e a capacidade de fazer qualquer coisa para se obter o que quer parecem ser pré-requisitos para ser uma das vilãs do escritor.

Aqui você confere uma lista das vilãs mais marcantes de Agnaldo Silva ao longo se sua carreira:

Perpétua (Tieta) – Vivida por Joana Fomm, a traiçoeira beata Perpétua foi uma das personagens favoritas do público. Com um conservadorismo extremo e sempre de luto, ela guardava dentro de seu armário uma caixa branca cujo conteúdo só foi revelado no final da trama: o órgão genital de seu falecido marido.

 

Maria Altira Pedreira de Mendonça e Albuquerque (A Indomada) – ganhando vida através de Eva Wilma, Maria Altiva foi a grande vilã de A Indomada. É má, mesquinha, avarenta, estúpida, soberba, ambiciosa, invejosa, falsa carola e pecadora com P maiúsculo – mas todos seus defeitos são convertidos em virtudes, no seu modo de ver a vida. Altiva é ódio puro.

 

Adma Guerreiro (Porto dos Milagres) – Cassia Kis viveu uma personagem de forte personalidade em Porto dos Milagres. Fria, calculista e pragmática, Adma Guerreiro é capaz de fazer qualquer coisa para sua felicidade e a de Félix – marido a quem ama de modo quase doentio. Assassina e orgulhosa, torna-se uma mulher cada vez mais perigosa ao longo da trama, aliando-se com o empregado Eriberto.

 

Nazaré Tadesco (Senhora do Destino) – Interpretada – e muito bem – por Adriana Esteves e posteriormente por Renata Sorrah, Nazaré Tadesco talvez seja a maior vilã de Agnaldo Silva. Como hobbie favorito, Nazaré adora jogar pessoas incapacitadas escada abaixo e já chegou a roubar um bebê para criá-lo como seu próprio. Fria, calculista, má, um pouco desequilibrada e com um jeito de ser levemente cômico, ela já destruiu a vida muitas pessoas em Senhora do Destino.

 

Maria Sílvia Pessoa de Moraes (Duas Caras) – Viviva por Alinne Moraes, Sílvia volta ao Brasil após sete longos anos de estudo no exterior e sente-se atordoada com a violência em seu país natal. Vê em seu – futuro – noivo, Marconi Ferraço, segurança e proteção contra essas adversidades – sem saber que o marido esconde um passado revelador. Ao longo da trama, transforma-se na principal antagonista, atacando qualquer um que ameace o sucesso de seus planos.

 

Maria Marta Medeiros de Mendonça e Albuquerque (Império) – Maria Marta, interpretada por Lilia Cabral, é de uma família aristocrata poderosa, mas está falida quando conhece José Alfredo na Suíça, o Comendador. Os dois se casam e têm filhos, porém ao longo da relação deixam de se amar e ficam juntos por conveniênica – e é quando Maria Marta se torna mais perigosa que nunca.

 

Cora (Império) – Através da atuação de Drica Moraes, Cora inferniza a vida da irmã, dos sobrinhos e do Comendador, José Alfredo – por quem é apaixonada e capaz de fazer qualquer coisa para tê-lo. Calculista, paciente e fria, é obcecada com a juventude e uma das personagens mais marcantes já criadas por Agnaldo Silva.

Leia também:
– Após 06 anos, Casseta e Planeta poderá retornar as telinhas em nova emissora
 Globo retorna com Rede Fuso e exibirá programação atrasada
– Classificação Indicativa pode sofrer mudanças radicais com Sérgio Moro comandando o Ministério da Justiça 

O post Relembre as vilãs mais marcantes das novelas de Aguinaldo Silva apareceu primeiro em O CANAL.

Deixe uma resposta