A noite de Brasília não deixa a desejar a nenhuma outra do país. Se o assunto é petisco de boteco, a capital federal conta com diversos estabelecimentos que servem receitas para todos os tipos de paladares e bolsos. Dos tradicionais churrascos de fundo de quadra a elaborados pratos em bares badalados, o difícil é escolher apenas um local para conhecer.

Para facilitar a vida dos botequeiros, o Metrópoles separou os 10 restaurantes com os tira-gostos no topo da preferência dos brasilienses. Vale conferir e visitar!

Vinícius Santa Rosa/Metrópoles

Picanha assada na brasa do Paulicéia Bar e Restaurante, na 113 Sul

 

Paulicéia Bar e Restaurante
Com as portas abertas desde 1966, o Paulicéia Bar e Restaurante é um dos mais tradicionais botecos de Brasília. Fundado por um casal de imigrantes portugueses, Raul Cautela e Eugênia Teixeira, o local mantém a tradição de gestão familiar e já está terceira geração dos Cautela a manter viva a história. Conhecido pela feijoada servida sempre aos sábados, no estilo self-service, ao preço de R$ 53, o quilo.

A churrasqueira é a menina dos olhos de Raul e Diana Cautela — netos dos fundadores, que hoje ajudam o pai a tocar o negócio. Nos últimos anos, o bar virou virou referência quando o assunto é picanha bovina assada na brasa. O item mais pedido do cardápio. A porção do medalhão sai a R$ 95, o quilo.

Além da picanha, o restaurante serve porção de linguiça de formiga (500g), tradicional ou picante, por R$ 25; Para quem prefere quantidades menores, há ainda os espetinhos de kafta (R$ 8), e de queijo coalho (R$ 5). Caldos de costela com mandioca, rabada com agrião e dobradinha também estão no bufê self-service a R$ 53, o quilo.

113 Sul, Bloco A. (61) 3245-3031. De segunda a quinta, das 16h à meia-noite. Sexta-feira, das 11h à meia-noite. Sábado, das 11h às 17h

 

Primeiro Cozinha de Bar
Mais de 33 pratos compõem a carta de petiscos do Primeiro Bar. Os carros-chefes da casa são o Sanduíche Íche Íche  (R$ 54,90), um mix de minisanduíches de fraldinha, linguiça, buraco quente (carne moída) e pães de queijo recheados com pernil. Tudo isso acompanhado de fritas no lemon pepper com adicional de molho da casa e barbecue.

Outra guloseima muito pedida pelos fregueses do Primeiro é a porção de espetinhos (R$ 54,90). No prato, vem os assados de carne, frango, queijo coalho e michuê, acompanhados de farofinha crocante e vinagrete. A casa também serve receitas como a parmegiana a palito (R$ 43,90): feito com filé mignon à milanesa, molho pomodori pellati e muçarela derretendo.

SIG, Quadra 8, Lote 2385. Segunda e terça, das 12h às 23h45. Quarta e quinta, do meio-dia à 1h. Sexta e sábado, do meio-dia às 2h. Domingo, do meio-dia às 22h. Telefone: (61) 3967-2111

 

Amigão Bar
Há 36 anos, o Amigão Bar é o reduto para os amantes do tradicional boteco “pé-sujo”. O estilo simples da decoração esconde uma cozinha luxuosa. O petisco principal é o joelho de porco (R$ 77,50). Bem servido, o prato serve de duas a três pessoas e é acompanhado de batata souté.

506 Sul, Bloco B. De segunda a sexta, das 11h às 22h15. Sábado, das 11h às 17h. Telefone: (61) 3244-1109

 

Armazém do Silveira
Desde 2012, Maurício Silveira investe na noite brasiliense. O esforço tem dado resultado. O bar, localizado na 312 Norte, chegou a ganhar o concurso Comida de Buteco em 2016 com o prato Porpetas do Silveira (R$ 49,90), almôndegas feitas com seis tipos de carne, recheadas com banana frita, acompanhadas de batata souté.

Outras 20 opções integram o cardápio do Armazém, entre elas, o Quarteto Fantástico (R$ 59,90), um misturado de picanha, carne de sol, mandioca e palmito.

312 Norte, Bloco B. De segunda a sábado, das 11h à meia-noite. Telefone: (61) 3274-1213

IVV Swine Bar
Especializados em carne suína e com uma adega de vinhos completa, o IVV também tem opções bem interessantes de tira-gosto. A primeira aposta da casa é o BBQ Pork Ribs, costela de porco marinada e molho barbecue (R$ 28). A porção com três minihambúrgueres faz sucesso e traz combinações como gorgonzola com cebola caramelizada (R$ 29). Para os vegetarianos, a pedida é a bruschetta de cogumelos com creme de ricota e salsa, por R$ 21.

Um dos carros-chefes da cada são os medjool assados: as tâmaras são servidas com bacon e gorgonzola (R$ 20, 4 unidades). Os sabores adocicados, salgados e defumados oferecem um petisco diferente e delicioso.

IVV Swine Bar
314 Norte, Bloco B. Terça e quarta, das 18h às 23h. De quinta a sábado, das 18h à meia-noite. Telefone: (61) 3034-3471

 

Confraria do Chico Mineiro
Casados, Meg Suda e Geraldo Araújo estão à frente da Confraria do Chico Mineiro há nove anos e se orgulham de serem “bom, gostoso e barato”. Meg comanda a cozinha e o menu que mistura inspirações mineiras e orientais. O Passarinho Oriental (R$ 42) é prova dessa mistura de influências: o preparo brasileiro é temperado com gengibre à moda oriental.

Outra receita é canjiquinha de milho xerém com costelinha suína e couve rasgadinha (R$ 38). E, para fechar as indicações, o Chico Mineiro serve ainda a tradicional porção de linguiça de formiga acompanhada de pão francês e vinagrete (R$ 44).

104 Norte, Bloco D. De terça a sexta, das 10h à meia-noite. Sábado, domingo, feriados e segunda, das 12h às 17h. Telefone: (61) 3963-1956

Empório da Cachaça
Igor Romão fundou o Empório em 1997. No começo, a casa funcionava apenas como distribuidora e loja especializada em cachaças artesanais. Para atender a pedidos dos próprios clientes, o espaço, na 405 Sul, passou a servir petiscos.

Apesar do vasto cardápio, dois são os queridinhos dos clientes. O Frango na Casaca (cubos de frango marinados em ervas, enrolados em finas fatias de batata e bacon) tem porção por R$ 29,90. A outra é a costelinha de porco ao molho de rapadura acompanhada de batata frita e mandioca (R$ 56,90).
405 Sul, Bloco D. De segunda a sábado, das 11h à meia-noite. Telefone: (61) 3244-2143

 

Faisão Dourado
Tradicional ponto na cidade, o local destaca-se pela cerveja gelada, a decoração simples e os petiscos de dar água na boca.

No Faisão Dourado, além do churrasquinho acompanhado de farofa de ovo e vinagrete (R$ 32), o mais pedido é a porção de filé-mignon temperado com cebola e alho (R$ 58).

314 Sul, Bloco D. De segunda a sexta, do meio-dia às 15h30 e das 18h às 23h30. Sábado, do meio-dia às 22h. Domingo, de meio-dia às 16h. Telefone: (61) 3245-6521

 

Beirute
Um dos mais antigos restaurantes da capital federal, o Beirute abriu as portas há 53 anos. Com tanta tradição, as Beirutadas são as mais pedidas no bar.

O destaque vai para a porção de peixe à palito, chicken fingers, fritas com crisp de calabresa com adicionais de molho tártaro e de ervas (R$ 49,50). Ainda é possível consumir o kibe (R$ 7,20) e o Kibeirute (R$ 11), recheado com queijo

Piratas Bar
Dois petiscos são campeões no Piratas Bar: a picanha à moda piratas (R$ 89,90), que conta com picanha grill, mussarela e batata frita, acompanhada de vinagrete e farofa. Ou o churrasco piratas (109,90), um prato com picanha, carne de sol, linguiça apimentada, pão de alho e vinagrete.

SIG, Quadra 6, Lote 1515. De segunda a quinta, das 11h30 à meia-noite. Sexta-feira, das 11h30 às 2h. Sábado, do meio-dia às 2h. Domingo, do meio-dia à meia-noite. Telefone: (61) 99909-5051

Deixe uma resposta